Aprimoramento de sistema Base RTK – Horus Aeronaves

Maior confiabilidade do sistema

Reparo de diversas falhas que ocasionavam reclamações, como perda de dados, problemas de conectividade e incapacidade de conversão dos arquivos gerados pelo sistema.

Estudo sobre conversão de arquivos

Realização de estudos sobre precisão e perdas de informação do geotagging em métodos de conversão dos arquivos gerados pela base RTK.

Conversão para formato universal

Conversão dos arquivos gerados pela base RTK num formato restrito (.UBX) para o formato universal RINEX trouxe maior compatibilidade, facilitando a aquisição de drones por clientes que já possuíam uma base.

Documentação analítica

Elaboração de documentação referente à atualização manual do módulo utilizado na base RTK, para uso dos funcionários e dos clientes da empresa.

Este projeto foi desenvolvido inteiramente durante o estágio de férias proposta que permite um contato maior dos nossos membros com empresas de tecnologia focadas em inovação. Durante o estágio os petianos se capacitam nas áreas técnicas e interpessoais, desenvolvem seu networking e têm uma visão mais clara da área em que querem atuar no futuro.

Membros:
Eduarda K. Costa.

Tipo de projeto: Estágio de Férias

Área: Processamento de imagens

Horus Aeronaves

Ano: 2017

A Horus Aeronaves:

Além de fabricar e vender veículos aéreos não tripulados (VANTs) para mapeamento geográfico, as soluções providas pela Horus Aeronaves envolvem o processamento das imagens capturadas pelos drones, com o intuito de extrair informações que auxiliem a tomada de decisões inteligentes dos seus clientes.

O trabalho da petiana Eduarda K. Costa na base RTK teve foco no módulo Reach RTK da Emlid, utilizado tanto na aeronave Verok quanto nas bases da Horus Aeronaves.

O trabalho desenvolvido:

A base, responsável pelo geotagging das imagens captadas pelo drone, possui um aplicativo web para seu controle, o ReachView. Este apresentava falhas, como perda de dados e problemas de conectividade. O aprimoramento do sistema partiu deste ponto, onde foi aplicada e testada uma atualização que corrigia essas falhas.

Outra dificuldade encontrada foi nos manuais providos pela Emlid, que careciam de muitas informações. Coube à equipe desenvolver uma nova documentação sobre a atualização manual do módulo, para instruir tanto os funcionários da Horus quanto os usuários finais.

Também relativo à base RTK, haviam clientes que tinham interesse apenas na aeronave, por já terem uma base. Isto levaria a problemas de compatibilidade entre o drone e outros módulos, diferentes do Reach RTK. A solução foi a conversão dos arquivos .UBX, gerados por este módulo, para o formato universal RINEX. Assim não haveria problemas de compatibilidade e o cliente poderia adquirir somente a aeronave.

Por último, foi feito um estudo para assegurar que a conversão entre os dois formatos pode ser realizada sem problemas de precisão ou perda de dados. Inicialmente, os arquivos convertidos apresentavam algumas discrepâncias nos valores, como mostra a imagem. Posteriores pesquisas adicionaram algumas informações ao método e atualmente, a conversão ocorre sem discrepâncias.